Home Em foco BACC Sob nova direção

BACC Sob nova direção

192
0

A Câmara de Comércio do Sudeste (BACC-SE) Brasil-Estados Unidos tem o prazer de anunciar o seu novo Diretor Executivo, Mauro Cesar Siqueira, que entrou para a equipe de liderança da organização em 1º de setembro 2016. Mauro chega à Câmara com cinco anos de experiência profissional na indústria de mídia e hospitalidade e com mais dez anos consecutivos à frente do seu próprio negócio.

“Ao assumir a posição de diretor executivo do Brazilian-American Chamber of Commerce of the Southeast (BACC-SE) no início de setembro, eu sabia do grande desafio que tinha pela frente. Por ser uma organização sem fins lucrativos, cuja finalidade é desenvolver negócios entre o Brasil e a região sudeste dos Estados Unidos, eu me vi diante de uma situação no mínimo inusitada. Recém graduado pela Georgia State University em International Economics and Spanish, o meu objetivo era entrar para o mundo corporativo americano.

Eu nasci em Recife, mas moro em Atlanta desde 1999. Do Brasil, trago na minha bagagem profissional 8 anos de experiência entre os ramos de hotelaria e no setor de comunicação, onde eu tive a oportunidade de trabalhar em jornal e televisão, inclusive na Rede Globo Nordeste. Em Atlanta, tenho administrado o meu próprio negócio no ramo de prestação de serviços, onde venho pondo em prática as minhas habilidades de liderança e técnicas que garantem a satisfação do cliente e a qualidade de serviço. Também em Atlanta, juntamente com mais dois amigos, participei da criação e lançamento de uma rede social chamada “seliganessa.com”, cujo objetivo era conectar a comunidade brasileira através de informações sobre acontecimentos sociais e fotos nos eventos que aconteciam na cidade.

Estou muito feliz em fazer parte do BACC-SE. Uma das lições mais importantes que tenho aprendido desde que vim para Atlanta é que sempre haverá oportunidades para estabelecer relações entre os EUA e o Brasil. O papel de uma câmara de comércio é ajudar os seus associados a promoverem os seus negócios a nível nacional e internacional. No caso da BACC-SE, seguimos um padrão baseado em três pilares: conexão, informação e suporte.

A conexão é o mais importante dos pilares devido ao poder que o “networking” tem hoje no mundo dos negócios. Eu acredito que a formação de redes de conhecimentos facilita não só na divulgação do empreendimento, como também agiliza o funcionamento dos processos quando os profissionais adequados estão interligados.  A informação funciona através, principalmente, dos eventos promovidos pela câmara, dos trabalhos de pesquisas que fornecemos aos nossos membros e também aos não membros e  por meio de matérias e artigos veiculados nos principais meios de comunicação do Brasil e dos Estados Unidos, onde publicamos nosso website e nas nossa páginas no Facebook e LinkedIn. Por fim, damos suporte a cada um de nossos associados, onde personalizamos os nossos serviços de acordo com a sua necessidade em determinado momento.

O meu plano enquanto diretor executivo na BACC-SE é criar um relacionamento mais estreito com o Conselho Administrativo (Board Members) e com a minha equipe de voluntários. Eu tenho a intenção de fomentar os investimentos entre os dois países seguindo e respeitando a linha dos três pilares já estabelecido pela organização: conexão, informação e suporte.

A minha estratégia é estabelecer uma relação mais forte com os atuais associados e mantê-los ao nosso lado como importantes parceiros, bem como atrair novos associados para fazer parte do nosso time prestando informações sobre possíveis investimentos e oportunidades de negócios. Um passo bem relevante é focar nos antigos associados e tentar trazê-los de volta à nossa equipe. Para isso, uma boa tática é a apresentação de práticas bem-sucedidas de negócios que envolvam empresas atualmente associadas. Essas empresas certamente estão se beneficiando com os nossos incentivos e com os nossos eventos.

Um outro ponto fundamental, é a manutenção de eventos que vem dando certo, assim como a criação de novos. Eu pretendo realizar um mínimo de um evento a cada mês afim de manter as duas comunidades cada vez mais informadas, conectadas e ativas dentro dos dois mercados.

O grande desafio, no entanto, é estabelecer esse relacionamento entre os dois países e mantê-lo forte em um momento delicado do cenário político-econômico do Brasil. Felizmente, há um otimismo para os próximos anos. Mesmo assim, eu tenho a certeza de que o Brasil sempre será um país com um grande potencial para investimentos e trazer esse otimismo a tona é uma estratégia que deve permanecer viva dentro de mim.

Enfim, a minha meta é simplesmente fazer com que a BACC-SE continue exercendo o seu papel importante, cujo propósito é beneficiar tanto a comunidade brasileira em Atlanta e de toda a região sudeste, assim como empreendedores americanos que queiram investir no Brasil e empreendedores brasileiros que desejem vir para os Estados Unidos”.