Home Destaque O que podemos aprender com os melhores atletas do mundo

O que podemos aprender com os melhores atletas do mundo

61
0

“Mentalidade é o diferencial que nos leva a alta-performance e é também o que nos proporciona resultados acima da média.”

Nos últimos meses, dois dos maiores atletas de suas modalidades anunciaram sua aposentadoria. Neste artigo, quero falar sobre características similares entre eles, mais especificamente no modo de pensar dos dois atletas.
É muito interessante ver que atletas de alto nível, apesar de serem tão diferentes culturalmente e que talvez nem se conheçam, pensem de uma maneira bem similar. Mentalidade é o diferencial que nos leva a altaperformance e é também o que nos proporciona resultados acima da média. Vamos então explorar a mentalidade de José Aldo e Roger Federer, qual a mentalidade destes atletas e como incorporar isso em nossa vida como atleta para melhorar nossos resultados. Vale ressaltar que todas as pessoas, independente da profissão, podem aplicar estes conceitos em suas vidas.
José Aldo foi lutador de MMA do UFC por mais de 11 anos, ele é ex-campeão do peso-pena (66kg) e também disputou o título do peso galo. Aldo, que hoje é considerado um dos melhores lutadores da história na categoria peso galo, no momento do anúncio de sua aposentadoria ele era o sexto no ranking e estava a uma luta de disputar o cinturão novamente.
José Aldo possui 31 vitórias e apenas 8 derrotas, e ele de maneira incrível ficouinvicto entre 2009 e 2016, com sete defesas do cinturão, atingindo uma marca histórica na categoria. Aldo está cotado para entrar no hall da fama do UFC e se consagrar na história. Ele já é um atleta extremamente respeitado por todos os lutadores. José Aldo, no momento em que este artigo é publicado, possui apenas 36 anos.
Agora vamos falar do Roger Federer, assim como o Aldo, Federer conquistou o status de melhor do mundo muito cedo, e reinou por muitos anos, considerado não apenas o melhor jogador de tênis do mundo, mas um dos maiores atletas da história.
Federer venceu 103 títulos na carreira, sendo eles 20 Grand Slams, que seriam torneios grandes, de maior projeção. Federer anunciou sua aposentadoria com 41 anos de idade.
José Aldo, nascido em Manaus/AM e Roger Federer Nascido na Suíça, literalmente do outro lado do oceano, duas pessoas com histórias de vida totalmente distintas em todos os sentidos, mas com algumas similaridades: a alta-performance, o sucesso no esporte, dedicação, disciplina e trabalho Esses dois atletas provam um ponto para todos nós: se eles conseguiram, qualquer pessoa que está lendo este artigo também consegue.
Diante de tantas coisas diferentes, um fator é igual, a mentalidade. José Aldo e Roger Federer pensam de maneira muito similar e se cada um de nós incorporar esta mentalidade em nossa vida, com certeza absoluta teremos melhores resultados em nossa profissão, seja ela qual for. Então vamos agora de maneira bem específica e tangível entender estes pontos de convergência entre atletas de alta-performance.
O primeiro ponto, que é o alicerce de toda pessoa de sucesso, é a paixão pela atividade que pratica, e não somente pelo esporte em si, mas pelo processo no geral.
Humildade é uma habilidade essencial para qualquer pessoa que chegou a um nível mais elevado de não perder esta performance que custou muito para alcançar. Ser humilde significa reconhecer suas habilidades, mas entender que a qualquer momento pode surgir algum adversário que vai te superar. Quando estamos jogando o jogo em alto nível, sabemos que todos estão focados, trabalhando para conquistar o mesmo objetivo.
Esportes são definidos por detalhes, e manter a cabeça no lugar, tendo em mente que existe a possibilidade de fracasso, ajuda muito a manter os hábitos que trouxeram os resultados já conquistados.
Um dos fatores na qual as pessoas possuem mais dificuldade é a autodisciplina. Muitas vezes, a mente entra no nosso caminho para nos jogar para o lado mais fácil, confortável e seguro. Existe uma falácia que diz que a nossa mente foge da dor e vai em direção ao prazer. Na realidade, nossa mente foge das incertezas, dor é algo que nossa mente está disposta a sofrer desde que o que vem a seguir seja seguro. Existem várias ferramentas para este tipo de situação e uma delas é ter nosso tempo bem programado, saber o que vamos fazer e quando teremos que fazer, isso alivia o estresse e ajuda um pouco neste sentimento de preguiça ou dúvida. Um calendário bem definido cria um cenário muito produtivo onde o que deve ser feito será feito independente do sentimento no momento.
Consistência: José Aldo disputou o cinturão 10 vezes, ganhou 8. Roger Federer disputou 23 semifinais de Grand-Slam, ganhou 20 títulos. Consistência é fundamental. Muitos atletas chegam próximo de grandes conquistas, mas por conta de vários motivos, incluindo o sentimento natural de conformismo, não conseguem manter a consistência em seus resultados, acabam caindo e entrando em uma zona de conforto que não exige algo a mais. A Autodisciplina é fator crucial na consistência de um atleta.
Outro fator que eles possuem em comum, é o alto nível de confiança. É importante salientar que ser confiante em suas habilidades e capacidade, não é sinônimo de ser arrogante ou prepotente, mesmo que em algumas circunstâncias e situações possa parecer que seja. Muitas pessoas pecam no quesito “confiança” com alto nível de insegurança, pois acham que pessoas confiantes são arrogantes, mas isso é apenas um reflexo do que elas são.
Todos os atletas de alto nível, acreditam que podem conquistar coisas grandes. Confiança é uma ciência e ela possui três raízes principais. A primeira é preparação, atletas que fazem todo o possível para se prepararem são automaticamente mais confiantes. A segunda raiz é a perspectiva, o entendimento do esporte que pratica e de suas variáveis. E a terceira é o diálogo interno. Nós conversamos com nós mesmos o tempo todo, mas infelizmente não prestamos a devida atenção no que estamos falando, e a maneira em que estamos conversando. É muito importante entender como funciona este processo e é fundamental não somente em situações desafiadoras, mas também em situações confortáveis.
Todas essas características são simples, porém simplicidade não é sinônimo de facilidade, sendo assim bastante complicado de colocar em prática.
Mas uma coisa é certa, todos nós possuímos a condição de melhor um pouco a cada dia. Escolha um tópico que você acha mais relevante para o seu momento e trabalhe nele por um tempo. A vida é um aprendizado sem fim onde temos a oportunidade de ser uma pessoa melhor a cada dia.

Pequenas ações se acumulam com o tempo gerando resultados grandiosos, mas tudo se inicia em nossa mente, e nós controlamos o tipo de “alimento” que vamos alimentar a nossa mente.