Home Capa Valentine´s Day ou Dia Dos Namorados

Valentine´s Day ou Dia Dos Namorados

134
0
Viver Magazine Dia dos Namorados
Viver Magazine Dia dos Namorados

O dia dos namorados no Brasil é comemorado dia 12 de junho, sendo uma data reservada para que os casais demonstrem o amor e cuidado mútuo.

Na maioria dos países, essa data é celebrada em fevereiro e leva o nome de Valentine’s Day, ou dia de São Valentim, e costuma ser uma ocasião também para homenagear outras pessoas queridas.

Já no território brasileiro, o dia carrega uma história relacionada ao mercado e consumo.

Origem do Dia de São Valentim (Valentine’s Day)

Nos países europeus e nos EUA, o dia dos namorados é o Dia de São Valentim, comemorado em 14 de fevereiro.

A data é uma referência a um padre romano chamado Valentim, que no século III foi condenado à morte por contrariar as ordens do imperador Cláudio II.

O monarca havia proibido a realização de casamentos, pois acreditava que homens casados não eram bons soldados.

Entretanto, o padre Valentim, crendo que o casamento fazia parte dos planos divinos, continuou a celebrar matrimônios, indo contra as ordens do estado. Assim, depois de descoberto, foi preso e morto pelo imperador, provavelmente no mês de fevereiro.

Mas antes, quando era prisioneiro, apaixonou-se por uma moça e passou a lhe enviar cartas, em uma delas é possível que tenha assinado “do seu Valentim”. É por isso que uma das tradições dos povos que cultuam esse dia é enviar cartões à pessoa amada.

No século V, o papa Gelásio passa a reconhecer o padre como santo e institui o Dia de São Valentim. A partir de então, Valentim passa a ser um símbolo dos apaixonados.

Dia nos namorados no Brasil

Não é costume do povo brasileiro comemorar o Dia de São Valentim. Por aqui temos outra data que cumpre a mesma função, o Dia dos Namorados, celebrado em 12 de junho.

A história do dia dos namorados, porém, apresenta um enredo mais objetivo. No Brasil, a data foi criada com uma função comercial, para aquecer o mercado no mês de junho, considerado fraco em vendas.

O idealizador desse dia foi o empresário João Dória, que em 1949 formulou uma campanha publicitária que sugeria o dia 12 de junho como uma data para demonstrar o amor ao parceiro através de presentes. O slogan de sua campanha, inclusive, era: “Não é só com beijos que se prova o amor”.

O dia foi escolhido pois é a véspera do dia de Santo Antônio, considerado o “santo casamenteiro”.

Tal data fez sucesso no país e tornou-se oficialmente a ocasião para demonstrar o amor entre casais. Hoje em dia, junho é um dos meses mais lucrativos para o comércio.

Bom, independente se estamos falando do Dia Dos Namorados ou do Valentine´s Day, o mais importante é celebrar o amor. Pensando nisso, separamos 1 texto bíblico e um poema super famosos,  para você se inspirar e celebrar com o seu amado ou sua amada, essa data tão especial. 

Meu Destino, de Cora Coralina

Nas palmas de tuas mãos

leio as linhas da minha vida.

Linhas cruzadas, sinuosas,

interferindo no teu destino.

Não te procurei, não me procurastes –

íamos sozinhos por estradas diferentes.

Indiferentes, cruzamos

Passavas com o fardo da vida…

Corri ao teu encontro.

Sorri. Falamos.

Esse dia foi marcado

com a pedra branca da cabeça de um peixe.

E, desde então, caminhamos

juntos pela vida… 

Bíblia Sagrada – 1 Coríntios 13-16

13 Ainda que eu falasse as línguas dos homens ou até mesmo dos anjos, mas não fosse capaz de amar os outros, não seria mais do que um sino que badala ou um chocalho barulhento.

2 Se eu tivesse o dom de profetizar, e se soubesse os mistérios do futuro, e se conhecesse tudo acerca de tudo, mas não amasse os outros, de que me serviria? E até mesmo que tivesse fé, de forma a poder falar a uma montanha e fazê-la deslocar-se, isso não teria valor algum sem o amor.

3 Ainda que desse tudo aos pobres, e ainda que deixasse que me queimassem vivo[a], mas não amasse os outros, eu não teria nenhum valor.

4 O amor é paciente e bondoso. Não é invejoso, nem orgulhoso; não é arrogante, 5 nem grosseiro. O amor não exige que se faça o que ele quer. Não é irritadiço e dificilmente suspeita do mal que os outros lhe possam fazer. 6 Nunca fica satisfeito com a injustiça, mas alegra-se com a verdade. 7 O amor nunca desiste, nunca perde a fé, tem sempre esperança e persevera em todas as circunstâncias.

8 Todos os dons e capacidades especiais que vêm de Deus terminarão um dia, porém o amor há de sempre continuar. Um dia, tanto a profecia, como o falar línguas desconhecidas, como o conhecimento, todos esses dons desaparecerão. 9 Nós agora sabemos muito pouco, mesmo com a ajuda desses dons especiais, e até a profecia mais inspirada é ainda muito imperfeita. 10 Mas quando chegar o que é perfeito estes dons especiais desaparecerão.

11 Quando eu era criança falava, pensava e raciocinava como uma criança. Mas quando me tornei adulto deixei as coisas de criança. 12 Da mesma maneira, nós agora compreendemos imperfeitamente as coisas como se estivéssemos a ver um reflexo num espelho de má qualidade. Mas um dia virá em que veremos de uma forma completa, face a face. Tudo quanto sei agora é parcial, mas depois verei tudo com clareza, como Deus conhece o interior do meu coração.

13 Há três coisas que hão de perdurar: a fé, a esperança e o amor. E destas, a principal é o amor.